O ICEB

Instituto de Cultura Espírita do Brasil

Desenvolvendo o Homem Integral

O cenário mundial da atualidade traz mudanças estruturais e tecnológicas relevantes. O fato de que muitos especialistas, em várias áreas do conhecimento humano, não estão sendo capazes de resolver, em suas áreas de especialização, os problemas urgentes, obriga a uma mudança na forma de observação do mundo real. São necessários novos valores para que a realidade percebida seja alterada. O modelo reducionista estabelecido pela revolução industrial e até então utilizado não atende mais aos anseios da humanidade terrena.
A forma de perceber o mundo é fortemente influenciada pela cultura, crenças e valores de cada um em particular, mostrando-se em realidades diferentes. O conhecimento adquirido provoca escolhas distintas, ditando comportamentos e atitudes diversos. Vive-se um momento de transição, no limiar de novos tempos, onde várias percepções de mundo, inerentes às aquisições próprias de cada ser em particular, co-habitam e não são necessariamente excludentes, mas se complementam e juntas vão definindo a realidade percebida.

O homem da atualidade se vê obrigado a mergulhar em seu interior, a buscar uma reformulação de seus modelos de percepção, e a construir novos relacionamentos consigo mesmo, com o outro e com o meio onde vive. É a era do resgate do indivíduo, da busca de entendimento de suas necessidades e anseios, objetivando a sua plena realização e a conseqüente renovação dos valores éticos e morais da sociedade.

Uma nova renascença se faz presente, um novo modelo se estabelece, onde se busca a valorização do homem como ser integral, pleno, uno em sua razão, seus sentimentos, suas emoções e sensações. E para isso se faz necessário uma expansão da consciência individual e coletiva, uma revisão de comportamentos e atitudes que possam estar comprometendo a qualidade de vida da humanidade.

Hoje a busca pela visão de totalidade, da integração e interconexão de tudo e de todos começa a ser uma constante em todas as áreas do conhecimento humano. A reformulação de modelos mentais e a construção de novos relacionamentos é condição “sine qua non” de sustentabilidade. A educação e a construção do novo homem se tornaram o centro do futuro da humanidade planetária.

Diante de tal cenário o Espiritismo se apresenta como um caminho para o estabelecimento de uma nova ordem social. A Doutrina Espírita tem muito a contribuir para vencer o grande desafio que se estabelece na sociedade contemporânea, o de mudar sua forma de pensar e agir, buscando o resgate do ser integral.

Portanto é preciso que o Movimento Espírita, através de suas Instituições se desenvolva e avance em suas propostas. Dentro deste contexto está atuando o INSTITUTO DE CULTURA ESPÍRITA DO BRASIL (ICEB), uma sociedade civil, sem fins lucrativos, fundada em 7 de dezembro de 1957, que tem no escopo de suas atividades de ensino e de divulgação da Doutrina Espírita a proposta de ajudar o homem moderno a ter um ideal, a saber quem é, de onde vem e para onde vai, a encontrar dentro de si mesmo este homem novo, tão almejado e desejado.

ICEB em cada uma de suas atividades avista a possibilidade de contribuir com o desenvolvimento de pessoas e grupos sociais; a possibilidade de apresentar um ponto novo, outro ângulo de visão, um novo modelo de aprendizado; a possibilidade de questionar, de refletir, de incitar a revisão de comportamentos e atitudes; a possibilidade de motivar o homem moderno a uma reforma de valores. É necessário fazê-lo acreditar que as repostas estão dentro de cada um individualmente e que na busca de sonhos e realizações não há erros, mas oportunidades de aprendizagem, e para que tudo isso seja efetivo é imprescindível a consciência da unidade na diversidade.

Social Widgets powered by AB-WebLog.com.

 
Clique aqui