Estrutura dos Cursos

Programação dos Cursos

O ICEB em seu planejamento estratégico tem como visão o desenvolvimento do homem integral – ou seja – sua proposta é contribuir para que o homem da atualidade modifique sua forma de pensar, sentir e agir, desenvolvendo novos valores de uma nova percepção da realidade, com vistas a alcançar a paz consigo mesmo, com o outro e com o meio onde se encontra.
Para isso é preciso garantir que cada indivíduo queira aprender, evoluir, modificar sua maneira de ser e estar no mundo. É preciso assegurar o comprometimento do individual com o coletivo. É necessário efetuar a construção do conhecimento sob a ótica do ser humano, segundo suas necessidades, perspectivas e anseios. Torna-se imperioso o restabelecimento da confiança, da solidariedade, da flexibilidade, da aceitação do outro em suas diferenças.
Dentro deste contexto o ICEB propõe desenvolver a programação de seus cursos em 4 unidades organizadas segundo oponto de vista do homem integraldo homem socialdo homem produtivo e do homem no mundo, conforme descrito abaixo e apresentado na figura que segue:

Unidade I – O Homem Integral – autoconhecimento

Visão: ampliar a consciência individual; alcançar a paz interior.
Objetivos:

  • desenvolver a consciência de que somos um ser bio-psico-sócio-espiritual;
  • desenvolver a percepção de que somos o resultado de nossas aquisições físicas, mentais, emocionais, racionais, espirituais;
  • desenvolver a consciência de que o mundo será o que desejarmos que seja;

A única coisa constante no mundo é a mudança, o que impõe a necessidade de uma reflexão permanente de atitudes e comportamentos, a um aprendizado contínuo de como se relacionar consigo próprio. É preciso compreender as múltiplas dimensões do ser humano: sua racionalidade, sentimentos, emoções, sensações e intuição. Sua forma de ser e estar na vida depende de suas competências físicas, mentais, emocionais, racionais e profissionais. É preciso ajudar o homem moderno a realizar seus sonhos, a alcançar a felicidade, a ter um ideal.

Unidade II – O Homem Social – conhecimento do outro

Visão: ampliar a consciência social; alcançar a paz com o outro.
Objetivos:

  • desenvolver a consciência de que nossos problemas não estão no mundo das coisas, mas no mundo das pessoas;
  • desenvolver a capacidade de ouvir o outro, sentir o outro e saber conviver com as diferenças;
  • desenvolver a capacidade de fazer a gestão dos conflitos através do diálogo;

A evolução da sociedade mundial durante o século XX foi espantosa. A velocidade dos avanços técnico-científicos, o volume de informações que surgem a todo instante vêm provocando paralisia e inércia. O homem atual não usufrui de todos os benefícios decorrentes deste progresso intelectual. Vê-se mergulhado em um mundo de conflitos e desavenças, precisa reconhecer que a grande maioria de seus problemas não se encontra no mundo das coisas, mas no mundo das pessoas. É um ser carente de habilidades humanas. É incapaz de conseguir cooperação, compreensão e o comprometimento de seu próximo.

Unidade III – O Homem Produtivo – conhecimento da sociedade

Visão: ampliar a consciência ambiental; alcançar a paz social.
Objetivos:

  • desenvolver a percepção da interconexão, da interdependência;
  • desenvolver a consciência de que somos únicos, mas absolutamente complementares e, portanto precisamos uns dos outros;
  • desenvolver a consciência de que o homem é um ser gregário e que, portanto precisa aprender a constituir relações e organizações sinergéticas;
  • desenvolver a consciência da necessidade emergencial da criação de redes de parcerias;
  • desenvolver a consciência de que ou haverá qualidade de vida para todos ou não haverá para ninguém;

Vive-se uma nova renascença. Procura-se a libertação do tecnocentrismo privilegiado no século XX, para mergulhar no antropocentrismo. A competência essencial do mundo organizacional moderno volta-se para as qualidades humanas. O homem produtivo é o homem que cumpre sua missão, cujas potencialidades irradiam volumetricamente os complementares de seu meio, onde o verdadeiro sentido é buscar o atendimento das necessidades de cada um, para a satisfação e o crescimento do todo. A palavra mágica é a harmonia.

Unidade IV – O Homem no Mundo – percepção da realidade

Visão: ampliar a consciência universal; alcançar a paz com o cosmo.
Objetivos:

  • desenvolver a percepção da totalidade, da realidade uma, da verdade absoluta;
  • desenvolver a consciência dos diferentes níveis de realidade, que apesar de estarem em estágios evolutivos diversos são igualmente relevantes;
  • desenvolver a consciência de que tudo e todos estão absolutamente interligados, co-evoluem e se auto-influenciam;
  • desenvolver a compreensão de que uma corrente será tão forte e resistente quanto o mais fraco dos seus elos e que, portanto é preciso desenvolver a solidariedade e ajuda mútua para com todos os seres;

A forma de perceber o mundo é fortemente influenciada pela cultura, crenças e valores de cada um em particular, mostrando-se em realidades diferentes. O conhecimento adquirido provoca escolhas distintas, ditando comportamentos e atitudes diversos. Vive-se um momento de transição, no limiar de novos tempos, onde várias percepções de mundo, inerentes às aquisições próprias de cada ser em particular, co-habitam e não são necessariamente excludentes, mas se complementam e juntas vão definindo a realidade percebida.

O detalhamento de cada um dos temas planejados será acompanhado pelo estudo de grandes personalidades cuja trajetória testemunha e exemplifica os valores a serem desenvolvidos e conquistados.

Social Widgets powered by AB-WebLog.com.

 
Clique aqui